sexta-feira, 6 de março de 2015

A DESMORALIZAÇÃO DE VOSSA EXCELÊNCIA

Segundo a Wikipédia, a definição de Vossa Excelência (V.Exª) é:

Pronome de tratamento, ou axiônimo é a palavra que auxilia em uma linguagem mais formal empregada da mesma maneira que os pronomes pessoais.
É usado para o/a Presidente da República, senadores/as da república, ministros/as de Estado, governadores/as, deputados/as federais e estaduais, prefeitos/as, embaixadores/embaixadoras e cônsules. 

Resumindo, um tratamento de RESPEITO a ser usado para pessoas com cargos DE RESPEITO e que deveriam DAR-SE AO RESPEITO.

Por várias vezes tenho visto no noticiário, discussões acirradas na Câmara ou no Congresso, onde ofensas mútuas são trocadas com frases agressivas e até chulas, sempre iniciadas, COM TODO O RESPEITO, por V.Exª.
- V.Exª é um mentiroso, safado, corrupto!!!
- V.Exª me respeite. Safado e corrupto é a Excelentíssima mãe de V.Exª!!

V.Exª para cá, V.Exª para lá e a banalização do termo chegou à total desmoralização.
São centenas de Excelências sem moral, sem caráter, sem pudor, com seus nomes envolvidos em escândalos, corrupção, CRIMES...
Excelências que escolhemos DEMOCRATICAMENTE NAS URNAS para nos representarem.
Ahahaha... uma piada, uma piada de mau gosto, uma piada de humor negro!

EXCELÊNCIA sou eu!
Eu que estudei, que me formei, que tenho educação, que respeito as Leis, respeito o próximo, respeito a mim mesmo. Certamente não sou a VOSSA Excelência, mas me orgulho de ser a MINHA EXCELÊNCIA.

E agora eu pergunto a Vossas Excelências, ou melhor, a vocês, que moral têm para me representarem, para agirem em meu nome, para legislarem em causa própria sem a minha permissão?

Asseguro que o Brasil estaria EXCELENTE sem Vossas Excelências!

(Nelson Portugal)



Vossa Excelência – Titãs
Estão nas mangas
Dos Senhores Ministros
Nas capas
Dos Senhores Magistrados
Nas golas
Dos Senhores Deputados
Nos fundilhos
Dos Senhores Vereadores
Nas perucas
Dos Senhores Senadores
Senhores! Senhores! Senhores!
Minha Senhora!
Senhores! Senhores!
Filha da Puta! Bandido!
Corrupto! Ladrão! Senhores!
Filha da Puta! Bandido!
Senhores! Corrupto! Ladrão!
Sorrindo para a câmera
Sem saber que estamos vendo
Chorando que dá pena
Quando sabem que estão em cena
Sorrindo para as câmeras
Sem saber que são filmados
Um dia o sol ainda vai nascer
Quadrado!
Estão nas mangas
Dos Senhores Ministros
Nas capas
Dos Senhores Magistrados
Nas golas
Dos Senhores Deputados
Nos fundilhos
Dos Senhores Vereadores
Nas perucas
Dos Senhores Senadores
Senhores! Senhores! Senhores!
Minha Senhora!
Bandido! Corrupto
Senhores! Senhores!
Filha da Puta! Bandido!
Corrupto! Ladrão! Senhores!
Filha da Puta! Bandido!
Corrupto! Ladrão!
-"Isso não prova nada
Sob pressão da opinião pública
É que não haveremos
De tomar nenhuma decisão
Vamos esperar que tudo caia
No esquecimento
Aí então!
Faça-se a justiça!"
Sorrindo para a câmera
Sem saber que estamos vendo
Chorando que dá pena
Quando sabem que estão em cena
Sorrindo para as câmeras
Sem saber que são filmados
Um dia o sol ainda vai nascer
Quadrado!
-"Estamos preparando
Vossas acomodações
Excelência!"
Filha da Puta!
Bandido! Senhores!
Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!nhores! Senhores! Senhores!
Minha Senhora!
Bandido! Corrupto
Senhores! Senhores!
Filha da Puta! Bandido!
Corrupto! Ladrão! Senhores!
Filha da Puta! Bandido!
Corrupto! Ladrão!
-"Isso não prova nada
Sob pressão da opinião pública
É que não haveremos
De tomar nenhuma decisão
Vamos esperar que tudo caia
No esquecimento
Aí então!
Faça-se a justiça!"
Sorrindo para a câmera
Sem saber que estamos vendo
Chorando que dá pena
Quando sabem que estão em cena
Sorrindo para as câmeras
Sem saber que são filmados
Um dia o sol ainda vai nascer
Quadrado!
-"Estamos preparando
Vossas acomodações
Excelência!"

Filha da Puta!
Bandido! Senhores!
Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!
Filha da Puta!
Bandido! Corrupto! Ladrão!

quinta-feira, 5 de março de 2015

APRENDA A RECONHECER OBRAS DE FAMOSOS ARTISTAS


AFINAL, PARA QUEM TEM DIFICULDADE DE ASSIMILAÇÃO E PERCEPÇÃO, APÓS UMA AULA, COM UM SIMPLES OLHAR, FICA TUDO MUITO MAIS FÁCIL!

1)Se o plano de fundo do quadro for escuro e todo mundo está com cara de tortura, é do Ticiano
Titian


2) Se todo mundo tem bunda grande é do Rubens

Peter Paul Rubens


3) Se todos os homens têm olhos de vaca e parecem donas-de-casa, é do Caravaggio

Amerighi da Caravaggio


4) Se tem um monte de gente no quadro, mas elas parecem normais, é do Pieter Bruegel

Pieter Bruegel


5) Se todo mundo parece um mendigo iluminado por um poste, é Rembrandt

Rembrandt van Rijn


6) Se no quadro tem cupidos ou ovelhas, ou se você considerar que cupidos ou ovelhas poderiam estar no quadro, é Boucher
Francois Boucher

7) Se todos forem bonitos, estiverem semi-nus e empilhados ou apertados, é Michelangelo

Michelangelo

8) Se Tem Bailarina, É Degas

Edgar Degas


9) Se tudo é pontudo, tiver contraste e os homens tiverem barba em um rosto magro, é El Greco

El Greco

10) Se todo mundo parece o Vladimir Putin, o presidente da Rússia, é Van Eyck

Jan van Eyck


11) AGORA, SE TODOS TIVEREM CARA DE LADRÃO SAFADO, É UMA REUNIÃO DO PT!
NRPP.

domingo, 23 de março de 2014

UM ANO SEM LUCAS AMURA

O dia em que A Voz da Podosfera se calou

No mês de março de 2013, meu irmão estava morando aqui em casa em tratamento após a retirada de 40cm do intestino grosso, acometido de um câncer.
A figura magra, as dores e a temível palavra "câncer", todas essas coisas, apesar de nossa fé e esperança, sempre traziam aquele clima de "algo pior pode acontecer", "a morte pode vir a qualquer momento".
Mas ele escapou. Sofremos muito, mas ele escapou.

Na manhã do dia 24 daquele mesmo mês, meu amigo Bóris Deprê me manda uma mensagem inesperada: "Véio, o Lucas morreu!!!"
Custei a cair na real. Evidente que não poderia ser uma brincadeira, uma trolagem ou pegadinha. Infelizmente era uma notícia séria.
Mas como poderia ter acontecido isso?
Na minha cabeça, vendo uma pessoa com 68 anos, doente em casa, à beira da morte, passar por tudo aquilo e se recuperar e ouvir que alguém, que tinha falado comigo 2 dias antes, cheio de saúde, acabara de nos deixar assim tão de repente, tão novo... me soou como uma injustiça divina.

Confesso que chorei muito.
Lucas não era meu parente, somente um grande amigo virtual. SOMENTE?
Incrível nessas horas a gente perceber quanta força existe em uma grande amizade!
Já havíamos marcado alguns encontros nos Podchurras ou Podbrejas, porque queríamos muito nos conhecer pessoalmente, mas não deu.
Sim, chorei a perda de alguém que, por muito tempo me fez rir, riu comigo e riu de mim. Alguém que, com tanta simplicidade, tanta doação para ajudar qualquer um da nossa "família podcastal", acabou sendo um outro irmão meu.
Foi um péssimo dia, algo que me doeu o dia todo, uma sensação total de inconformismo e revolta, mas para Deus não existe esse tipo de regra.
Era a hora dele e ele se foi.

Além de Lucas ter sido o maior dos comentadores, incentivadores e contribuintes para a mídia PODCAST, o grande O PODCASTEIRO, era uma unanimidade quanto a ser a voz mais bonita da podosfera.
Felizes os podcasts que têm em seu acervo, algo gravado com o Lucas Amura e eu tive essa felicidade de ter gravado um Aspiracast com ele.
Nessa gravação, inclusive eu lhe disse com meus trocadilhos: "Você viverá muito porque o Esperanto é o último que morre!" E ele riu muito.
Ironia da vida!

Sempre nos falávamos trocando altos papos sobre podcasts e o excelente trabalho que ele acabara de iniciar com o Português com Humor que, certamente estava indo muito bem.
Pena ter acabado daquela forma.

Bem, agradeço muito ao amigo Lucas Amura pelas boas indicações de podcasts, tendo como última e excelente indicação, o NaPorteira Podcast e por ter me levado, indiretamente, a conhecer o Professor Adriano Paciello, seu parceiro no Português com Humor, que já considero como um grande amigo também.

Tenho absoluta certeza que Lucas Amura, o nosso Samurai, está muito bem, num lugar em paz, com todas as alegrias que ele merece e espero que Deus, com toda sua sabedoria, o use como seu porta-voz e suas palavras nos soarão mais bonitas.

Abraço meu amigo, nosso encontro ainda acontecerá. Disso temos certeza.



Abraço e condolência a todos os familiares.

domingo, 16 de março de 2014

TELEVISÃO BRASILEIRA - VITRINE SUJA DE UM MUNDO DOENTE



PARTE 1
   

 



IGNORÂNCIA (sf.): do latim ignorantia
1.      Estado da mente em que não se formula qualquer juízo acerca de um objeto; 2. Falta de instrução ou de saber; 3. Carência de conhecimento devido.

Vitrine suja de um mundo doente
Como foi que permitimos que a programação da TV aberta no Brasil atingisse tão deplorável nível? 
É preciso fazer algo para sair deste fundo de poço.
De acordo com a Constituição Federal:
“A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão aos seguintes princípios: preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas; - respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família.”
“Ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação”, cantou outrora Renato Russo.

Em encontro promovido pelo Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB, um roteirista da Rede Globo, diante de uma plateia diminuta, num momento de rara franqueza, afirmou: “Toda vez que a cúpula da emissora se reúne para discutir a programação, os encontros são iniciados com a seguinte frase: ‘Está na hora de emburrar.
Está na hora de tornar os outros burros.’
Infelizmente, esta é a realidade da TV brasileira. A descarada opção por disseminar a burrice por todo um país.
Mas por que, num país com tão graves deficiências educacionais, com um sistema de ensino tão precário, a TV aberta adotou uma meta tão desumana, – a disseminação da burrice?
Melhores consumidores do que telespectadores burros não há.
Telespectadores burros são facilmente seduzidos pela fala mansa do anunciante.
Quanto mais burro o telespectador, mais valor dará ao “ter”, em detrimento do “ser”.
E a vida que deveria ser, que poderia ser, tão rica e bela, é reduzida a carro, celular, cerveja e tintura para cabelo.
Em nome do deus dinheiro, guiados pela ganância e lucros bilionários, é desumano e desalmado o que as emissoras de TV aberta estão fazendo com o país.


PARTE 2
OUTRO BRASIL POSSÍVEL

EDUCAR: do latim educare – 1. Originariamente tinha o sentido de criar, nutrir, amamentar, cuidar, passando depois a significar instruir, ensinar; 2. “Educar não é ensinar respostas, educar é ensinar a pensar.”
                                                                Rubem Alves

Apesar do descaso histórico da classe política para com a Educação, apesar da TV aberta a disseminar a burrice impunemente, é preciso vislumbrar novos horizontes;
É necessário acreditar que será possível algum dia transformar nosso Estado em Nação.
Uma Nação onde os lucros de um punhado não se sobrepõem ao legítimo desejo de milhões, e onde a Educação é, enfim, valorizada. 

“Uma democracia sem uma vida espiritual se converte em uma selva em que os lobos comem todos os cordeiros; e, para que a cobiça e a ambição material não regulem a vida, é preciso alimentar a vida espiritual.”
                                                    Mario Vargas Llosa
O maior e mais urgente desafio que se nos apresenta é educar as futuras gerações de modo que cresçam saudáveis física, psíquica e espiritualmente.
Que saibam atravessar as florestas densas e os mares agitados dos tempos presentes
com fé e coragem, sabedoria, bondade e amor.

“Só há duas opções nesta vida: se resignar ou se indignar. E eu não vou me resignar nunca.”

                                                           Darcy Ribeiro


(Autoria Desconhecida)
 Recebi esse texto e imagens por email e achei muito interessante postá-lo)
Comentem!!!

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

O Barão de Itararé

   
Pobre, quando mete a mão no bolso, só tira os cinco dedos.
O banco é uma instituição que empresta dinheiro à gente se a gente apresentar provas suficientes de que não precisa de dinheiro. "O que se leva desta vida é a vida que a gente leva" uma das frases antológicas de Barão de Itararé


·
Frases impagáveis do Barão de Itararé

Criador do jornal “A Manha”, o Barão ridicularizava ricos, classe média e pobres. Não perdoava ninguém, sobretudo políticos, donos de jornal e intelectuais.
Ele não era barão, é claro. Mas deu-se o título de nobre e nobre se tornou. O primeiro nobre do humor no Brasil. Debochava de tudo e de todos e costumava dizer que, “quando pobre come frango, um dos dois está doente”. Ele é um dos inventores do contra-politicamente correto.
Há muito que o gaúcho Apparício Fernando de Brinkerhoff Torelly, o Barão de Itararé (1895-1971) merecia uma biografia mais detida. Em 2003, o filósofo Leandro Konder lançou “Barão de Itararé — O Humorista da Democracia” (Brasiliense, 72 páginas). O texto de Konder é muito bom, mas, como é uma biografia reduzida, não dá conta inteiramente do personagem, uma espécie de Karl Kraus menos filosófico mas igualmente cáustico.
Quatro depois, o jornalista Mouzar Benedito lançou o opúsculo “Barão de Itararé — Herói de Três Séculos (Expressão Popular, 104 páginas). É ótimo, como o livrinho de Konder, mas lacunar. No final, há uma coletânea das melhores máximas do humorista, que dizia:


“O uísque é uma cachaça metida a besta”.
O que se leva desta vida é a vida que a gente leva.
A criança diz o que faz, o velho diz o que fez e o idiota o que vai fazer.
Os homens nascem iguais, mas no dia seguinte já são diferentes.
Dizes-me com quem andas e eu te direi se vou contigo.
A forca é o mais desagradável dos instrumentos de corda.
Sábio é o homem que chega a ter consciência da sua ignorância.
Não é triste mudar de ideias, triste é não ter ideias para mudar.
Mantenha a cabeça fria, se quiser ideias frescas.
O tambor faz muito barulho, mas é vazio por dentro.
Genro é um homem casado com uma mulher cuja mãe se mete em tudo.
Neurastenia é doença de gente rica. Pobre neurastênico é malcriado.
De onde menos se espera, daí é que não sai nada.
Quem empresta, adeus.
Tudo seria fácil se não fossem as dificuldades.
A televisão é a maior maravilha da ciência a serviço da imbecilidade humana.
Este mundo é redondo, mas está ficando muito chato.
Precisa-se de uma boa datilógrafa. Se for boa mesmo, não precisa ser datilógrafa.
O fígado faz muito mal à bebida.
O casamento é uma tragédia em dois atos: um civil e um religioso.
A alma humana, como os bolsos da batina de padre, tem mistérios insondáveis.
Eu Cavo, Tu Cavas, Ele Cava, Nós Cavamos, Vós Cavais, Eles Cavam. Não é bonito, nem rima, mas é profundo…
Tudo é relativo: o tempo que dura um minuto depende de que lado da porta do banheiro você está.
Nunca desista do seu sonho. Se acabou numa padaria, procure em outra!
Devo tanto que, se eu chamar alguém de “meu bem”, o banco toma!
Viva cada dia como se fosse o último. Um dia você acerta…
Tempo é dinheiro. Paguemos, portanto, as nossas dívidas com o tempo.
As duas cobras que estão no anel do médico significam que o médico cobra duas vezes, isto é, se cura, cobra, e se mata, cobra.
O voto deve ser rigorosamente secreto. Só assim, afinal, o eleitor não terá vergonha de votar no seu candidato.
Em todas as famílias há sempre um imbecil. É horrível, portanto, a situação do filho único.
Negociata é um bom negócio para o qual não fomos convidados.
Quem não muda de caminho é trem.
A moral dos políticos é como elevador: sobe e desce. Mas em geral enguiça por falta de energia, ou então não funciona definitivamente, deixando desesperados os infelizes que confiam nele.

(autor desconhecido)



segunda-feira, 27 de maio de 2013

Publicidade competente!! (ou compeDENTE!!)

O nome disso é competência em publicidade!!!
A Colgate criou uma campanha publicitaria muito engenhosa para promover o seu fio dental, para tirar aqueles sujinhos incômodos e feios que ficam entre os nosso dentes.

Observe tranquilamente estas imagens antes que lhe explique os detalhes principais …
 Imagem inline 1
 
 
Imagem inline 2
 
 
Imagem inline 3
 
Olhou bem?  Olhe de novo.
Viu todos os detalhes? Que belos sorrisos, heim?

 Bem, agora que você já teve tempo de observar detalhadamente as imagens vamos ao essencial:

. Na primeira imagem a mulher tem um dedo a mais;

. Na segunda há um braço fantasma; 

. Na terceira o homem só tem uma orelha; 

Se você não notou então a campanha publicitária cumpriu o seu objetivo, pois demostrou que os restos de comida nos dentes chamam mais a atenção que qualquer defeito físico.